Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Criminosos estúpidos

08/02/2008 às 22h08min Paulo Gustavocriminosos

Nos Estados Unidos, muitas vezes a atividade investigatória da polícia termina enormemente facilitada pela estupidez dos próprios criminosos.

  • Na Carolina do Sul, um homem entrou numa delegacia, colocou um papelote de cocaína no balcão, reclamou que o produto estava com granulação irregular e pediu ao delegado para prender imediatamente a pessoa que a vendeu.
  • Em Virgínia, dois homens num caminhão entraram numa casa deserta para roubar uma geladeira, subindo escadas, muros e obstáculos. Conseguiram pegar a geladeira, fizeram o percurso de volta e colocaram-na em cima do caminhão. Só que o caminhão não saiu do lugar, por causa do peso da geladeira. Então, os ladrões refizeram o percurso de volta (subindo escadas, muros e obstáculos), colocaram a geladeira de volta no lugar onde estava e voltaram ao caminhão. Só então perceberam que esqueceram as chaves dentro do caminhão. Abandonaram o carro e foram embora.
  • Em Kentucky, dois homens tentaram arrombar um caixa eletrônico amarrando a ponta de uma corrente no aparelho e a outra ponta no pára-choques do caminhão deles. Quando aceleraram o caminhão, o pára-choques traseiro se soltou. Assustados, saíram em disparada. Deixaram tudo como estava: o caixa amarrado à corrente, a corrente amarrada ao pára-choques e a placa do caminhão grudada no pára-choques.
  • Um assaltante entrou numa farmácia, sacou uma arma, anunciou um assalto e, quando foi colocar uma máscara de meia no rosto, percebeu que tinha esquecido de cortar os buracos dos olhos.
  • Um ladrão conseguiu entrar à noite num banco, pela janela do segundo andar, mas se feriu gravemente, perdendo muito sangue. Então ele percebeu que: não poderia chegar até o cofre de onde estava, não poderia voltar pelo caminho pelo qual entrou e estava tendo uma hemorragia gravíssima. Então pegou um telefone e ligou para o pronto-socorro para pedir ajuda.

(Fonte: Mr. Learned’s Legal Humor Page – sem link porque já saiu do ar)

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)