Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Aviso aos bêbados

06/03/2008 às 12h06min Paulo Gustavojuridiquês

Precavido contra eventuais processos judiciais movidos por ébrios oportunistas abusados pelos demais clientes, o departamento jurídico deste bar emitiu parecer no sentido de que o proprietário do estabelecimento confeccionasse a seguinte placa:

Para quem não entendeu, aqui vai uma tradução simples e direta para o latim:

Anus beborum non dominus est.

Não temos informação sobre a autoria da foto nem onde fica o bar. Se alguém souber, comente aqui embaixo, ok?

Este artigo já recebeu 7 Comentários

  1. Venho por meio deste, defender nós, amantes da Sra. Cevada.

    C* de bêbado tem dono sim Senhor.

  2. Muitos vão ignorar o Aviso (quem avisa meu amigo é)e encher a cara; outros vão se precatar. Inclusive tem várias maneiras de curar bebedores inveterados. Conheci um cidadão que bebeia demais, diariamente. Os amigos já não o suportavam, embora gostassem muito dele (todo bêbado é bom). Um dia, ele cochilou e os amigos tomaram a iniciativa de quebrar vários ovos, separar a gema e jogar a clara na região glútea. Quando o amigo acordou, mais desintoxicado, passou a mão na bunda e ficou desesperado, chorou muito e foi consolado pelos amigos que sorriam por dentro. O homem deixou completamente de beber para todo o sempre…

  3. [...] É correto afirmar que um crime cometido em “anus beborum non dominus est”, cometido de forma indolosa no sujeito passivo, pode ter sua pena agravada de um terço se cometido [...]

  4. Venho dar mais uma sugestão de tradução para o latim (pensada por um amigo):

    “Anus ebrius aleatorium est”.

  5. Só acrescentaria à bela piada: Culus beborum non dominus est (latim popular), que no império romano já haia versão clássica: Anus ebriosi non dominum tenet.

  6. E tenho dito: “bobeatus sunt, enrabatus est”
    Então, futuros bêbados, cuidado com suas respectivas retaguardas,,,

  7. [...] também sobre o direito à disposição anal do bêbado e da [...]

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)