Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Pensão atrasada

10/03/2008 às 8h29min Paulo Gustavoadvogados

Numa execução de ação de alimentos, o réu, citado por edital, acabou tomando conhecimento da ação e constituiu procurador.

Contudo, o juiz havia nomeado um advogado como curador do réu.

Este, ao analisar o processo, logo percebeu que o advogado do réu já apresentara a sua defesa.

Buscando argumentos que favorecessem o devedor, o defensor do réu fazia referência a uma certa “jurisprudência predominante nos Tribunais que impede a cobrança de pensão alimentícia”. A peça continuava:

“A pensão alimentícia em atraso é indevida, uma vez que a pessoa a quem era devida a pensão já se alimentou; portanto, o pagamento em atraso só irá enriquecer a poupança de quem o devedor já não tem a mínima simpatia.”

Com defensor constituído, o réu já não precisaria mais de curador. Ou precisaria?

(Colaboração de Luís Enrique Marchioni, Taquaritinga/SP)

Este artigo já recebeu 6 Comentários

  1. Nunca vi uma coisa tão bizarra. Será que o “alimentado” não é uma criança? ???????

  2. Esse argumento foi ridículo e precipitado. Pensão alimentícia é obrigação do alimentando e direito do alimentado, independente de qualquer coisa. Há casos em que o alimentado não tem mesmo como se alimentar. Infelizmente a fome é uma realidade em que vivem bastantes pessoas. Quem garante que o alimentado teve as três refeições diárias básicas? Quem garante que o alimentado fez refeições todos os dias?

  3. Esse defensor deveria esta com a barriga muito cheia e o bolso tb. e deve ter tb um monte de filhilhos espalhados por ai. Pois uma criança nao precisa so de alimentos p sobreviver, precisa de apoio!!!!!!!!!
    isso e um preconceito contra filhos fora do casamneto. E vcs acham q uma individuo q nao pediu p nascer merece ser tratado com indiferença dos outros irmãos?

  4. Olha na verdade todos pais que devem pensao teria de ser preso sim e a lei deveria funcionar, pois muitas vezes nao funciona. eu fui casada 10 anos e tive um filho, meu marido deixou me com meu filho de 4anos e fui morar com uma menina de 18 anos, e faz 8 anos que sou divorciada,e ele nunca pagou pensao ele e bem de vida da todo luxo pra atual esposa pagando ate faculdade pra ela, e para o filho nada, hj meu filho estuda no estado, porque nao tenho condiçao de pagar uma escola.Moral da estoria,tudo que foi escrito no processo da separaçao nao e nada comprido pelo pai e dai onde esta a justiça de proteçao ao menor e de alimentos, os pai tem de entender que o filho cresce e necessita de muitas coisas e nao so de comida. eu estou com processo de pedido de pensao atrasada faz 7 anos aqui no forun de sorocaba e nada acontece…meu filho passa necessidade de muitas coisas que um filho tem de ter ate de um dentista e nao tem apoio do pai e nem carinho. por favor ajuda -me.

  5. Ireni, esta é uma página de humor juridico.
    O caso acima relatado é tão absurdo quanto o seu.
    Quem nao paga pensao pode ser preso mediante simples petição ao juiz, feita por seu advogado.

  6. Isso é simplismente ridículo , eu tenho dois filhos com 14 e 15
    anos e já tem 3 anos de pensão alimetícia atrasada o pai sumiu e sei que ele está sustentando dois filhos de sua nova companheira. pros filhos dele ele não tem e é claro que meus filhos não necessitam só de comida , exemplo , tenho que colocar aarelho nos dentes do meu filho mais novo e material escolar , roupas ,sapatos e etc…

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)