Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Desconcertando o adversário

25/04/2008 às 7h16min Paulo Gustavoadvogados

Conta-se que, numa audiência em Fortaleza (CE), um professor de hipnose era acusado de furto.

A certa altura, disse este, em sua defesa:

– Se eu quisesse fugir, poderia fazer todos aqui dormirem!

O advogado Quintino Cunha, figura folclórica do Ceará, que acompanhava a audiência, interveio:

– Não é preciso, deixe isso a cargo de seu advogado!


Noutra feita, corria uma audiência quando o causídico adversário disse:

– Doutor Quintino, eu estou montado na lei!

– Pois saiba que é muito perigoso montar num animal que não conhece bem.

(Adaptado do livro “Anedotas do Quintino”, de Plautus Cunha. Colaboração de José Rodrigues dos Santos, de Fortaleza/CE)

Este artigo já recebeu 3 Comentários

  1. Sem graça. Você pensa que é uma coisa interessante, mas não é. Não condiz com a “chamada” (Desmoralizando o Adversáro).

  2. Oi, Chagas, mudei o título do texto para “Desconcertando o adversário”. Obrigado.

  3. Eu moro no Quintino Cunha ¬¬”
    \o/
    Eu já havia ouvido falar que ele tinha advogado pros dois lados, mas não acreditei, na verdade não achei coerente.
    Eu era criança, quando ouvi isso.
    Agora entendo. Folclore. ^^

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)