Meretríssimo - Página Legal

Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Meretríssimo

18/05/2008 às 10h25min Paulo Gustavojuízes

Conta-se que, numa petição, certo advogado chamou o juiz de “meretríssimo”, por escrito e por extenso.

O juiz, puto da vida, não deixou por menos:

“O requerente trocou o repetido tratamento vestibular por um prostibular.

Volte-lhe, portanto, o processo, para que nele fale com o acatamento que se deve a um Juiz e com o respeito devido à nobre profissão dos advogados.”

(Baseado em artigo do advogado José Wanderley Dias, publicada na coletânea “O Pitoresco na Advocacia”, coord. Fernandino Caldeira de Andrada, Curitiba, Associação Cultural Avelino A. Vieira, 1990)

Este artigo já recebeu 2 Comentários

  1. No caso de um erro crasso desses, o Meritíssimo Juiz deixou foi muito barato.

  2. Esta mostra o quão o brasileiro não se interessa pela leitura

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)