Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Piadas de juiz

18/07/2008 às 0h52min Paulo Gustavocurtas e boas

  • Quando dois ou mais juízes se encontram, quais são os assuntos prediletos?

1. De como trabalham muito.
2. De como estão ganhando pouco, apesar das suas responsabilidades.
3. Falar muito mal de todos os demais juízes que não estão presentes.

  • Qual é a segunda coisa que um juiz pergunta para o outro, depois de se encontrarem?

– Em que lugar você está na lista de antiguidade?

  • Qual é a maior mentira que um juiz pode contar?

– Nunca atrasei uma sentença.

  • Qual é a segunda maior mentira que um juiz pode contar?

– Nunca atrasei um despacho.


    • O que mais irrita um juiz?

    Dizer que discorda dele.

    • Qual é a segunda coisa que mais irrita um juiz?

    Não ser promovido.

    • Quem um juiz mais odeia?

    O outro juiz que está na sua frente na lista de antiguidade.

    • O que os juízes esperam com muita ansiedade?

    A aposentadoria.

    • Quais são os maiores temores de um juiz?

    1. Não ser vitaliciado.
    2. Ser exonerado antes da aposentadoria.


    • Por que os juízes usam toga?

    Nem eles sabem porque gostam de ficar parecendo morcegos.

    • O que todo juiz supõe que nenhum mortal é capaz de enfrentar?

    O concurso para se tornar juiz.

    • Com quem os juízes gostam de casar?

    Promotoras de Justiça ou juízas, para repartir as despesas.

    • E as juízas?

    Com maridos que elas possam mandar e dizer que sustentam a casa.

    • Qual o significado de “tribunal”?

    Tribo em que só há caciques.

    (Texto sem identificação de autoria, reproduzido do blog A Minha Vara)

Este artigo já recebeu 3 Comentários

  1. Há muita diferença entre um juiz e outro. Nem todos se enquadram no perfil descrito.
    Conheço juízes que nunca atrasaram um despacho e que nunca atrasaram uma sentença.
    Como já dizia o mais famoso teatrólogo brasileiro: “Toda a unanimidade é burra!”

  2. Verifica-se que o comentarista acima é ou deve ser um juiz e, como tal, repitiu a mentira dos seus colegas “conheço juízes que nunca atrasaram um despacho e que nunca atrasaram uma senteça”. Só se for despacho de macumba ou sem tença ou, ainda, se o despacho (de macumba) ou a sentença for para o seu inimigo. Nestes dois últimos casos, o risco está na antecipação e não no atraso.

  3. o ademário vc é mto retardado concordo plenamente com o fabuloso melchior !!

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)