Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Justiça púbica

25/08/2008 às 10h35min Paulo Gustavojuízes

A fata de uma simpes etra pode dificutar a eitura de quaquer texto.

E pode também provocar situações embaraçosas.

É o que ocorre quando, em acórdãos do STJ, a palavra “público” aparece sem o “l”



Leia também: sobre ânus da prova e peidos

(Post baseado em sugestão da leitora Renata)

Este artigo já recebeu 2 Comentários

  1. Nossa, não pensei que erros de digitação como esses pudessem aparecer até em decisões do STJ! Que furada do pessoal da revisão! E outro dia eu soube que há uma funcionária no STF (acredito que para cada gabinete) cuja única função é ler os textos em voz alta para outra funcionária, para que alguma delas detecte algum erro! E deixam passar Fazenda Púbica… (Aliás, esta e escritura púbica foram minhas definiçõs preferidas.) Vou divulgar junto à comunidade de tradutores/revisores, para que eles se sintam melhores sobre os “typos” que deixam passar… Parabéns pelo levantamento!

  2. Quase tive um colapso de tanto rir…

Escreva seu comentário

(não será publicado)

(opcional)