Ir direto ao conteúdo

Página Legal

O cotidiano jurídico com muito bom humor

Por Paulo Gustavo Sampaio Andrade, advogado.

Artigos com o marcador sócio

Vida de advogado associado

16/09/2008 às 21h51min Paulo Gustavocurtas e boas

Quando algo toma o seu tempo, você é lento.
Quando algo toma o tempo do titular do escritório, ele é meticuloso.

Quando você não faz, é desidioso.
Quando o titular do escritório não faz, é assoberbado.

Quando você erra, é medíocre.
Quando o titular do escritório erra, é humano.

Quando você faz algo antes que seja instruído, está passando das medidas.
Quando o titular do escritório faz o mesmo, é porque tem iniciativa.

Quando você defende seu ponto de vista, é intransigente.
Quando o titular do escritório defende o ponto de vista dele, é firme nas opiniões.

Quando você transgride uma regra de etiqueta, é mal-educado.
Quando o titular do escritório faz isso, é original.

(Transcrito do livro O advogado que ri, de Milton Célio de Oliveira Filho e Nelson Lopes de Oliveira Ferreira Jr., São Paulo, Matrix, 2005)


Leia mais:

Pirâmide dos escritórios de advocacia

04/05/2008 às 7h40min Paulo Gustavocurtas e boas

Os grandes escritórios de advocacia costumam ter um organograma assim:


O Sócio Majoritário:

  • Sempre de bom humor, o Sócio Majoritário ganha rios de dinheiro explorando o trabalho escravo dos outros componentes da pirâmide social do escritório.
  • Graças à sua reputação de excelente jurista, o escritório conquistou inúmeros clientes trilhardários, que mal sabem que ele só assina as petições e fica lendo jornal e fazendo contatos na sua mega sala GLX.
  • Passa o tempo viajando pelo mundo em “congressos” com a família e pendura todo diploma que ganhou em suas andanças pelas paredes do escritório para impressionar a moçada.
  • Seu maior prazer é prometer a direção do escritório aos Sócios Minoritários.

O Sócio Minoritário:

  • Misteriosamente, sempre trata o Sócio Majoritário de “Pai”, “Tio” ou “Benhê”.
  • De sobrenome idêntico ao Sócio Majoritário que dá nome ao escritório, o Sócio Minoritário pega todos os consultivos que o Majoritário não tem saco nem tempo para entender e delega tudo aos Advogados Associados, que por sua vez passam tudo para os estagiários, que:
    1) claro, nunca tiveram aquela matéria;
    2) nunca tiveram aquela matéria bem dada;
    3) faltaram naquela aula;
    4) como sabem a matéria, têm noção de que os advogados pretendem uma heresia jurídica.
  • O Sócio Minoritário larga o escritório às 18 horas para fazer as aulas da pós, com o orientador arranjado pelo “Papi”.
  • Seus maiores prazeres são prometer consultivos para os pobres Associados, que nunca tiveram nem vão ter contato físico com os clientes, e esperar a morte do Sócio Majoritário.

O Advogado Associado:

  • Dá um duro danado no escritório: hora extra não remunerada, leva trabalho para o fim de semana, tem estresse, estafa, início de calvície e impotência sexual.
  • Leva o trabalho para os Sócios analisarem e assinarem tudinho.
  • Em troca, ganha muito bem; como perdeu os amigos, a mulher e os filhos, sobra uma baita grana.
  • Não tem a menor idéia do que fazer com toda a bufunfa no seu tempo livre: a hora do almoço.
  • Sua maior diversão é prometer passar “umas coisas” para os recém efetivados e rir das piadas infames de todos os Sócios.
  • É conhecido pelos demais como “sócio maiorotário”, mas só ele não sabe do apelido.

A Secretária:

  • Essa funcionária dedicou os últimos 30 anos (entregando a sua saudosa juventude) a “servir” o Sócio Majoritário.
  • É figura intocável no escritório, assim como as bibliotecárias boazudas que, quando completam 26 anos, são sumariamente demitidas.
  • Seu maior prazer é puxar o saco dos Sócios e tornar a vida de todos os outros um inferno.

O Estagiário com OAB:

  • Normalmente é o mais elegante do escritório e se acha “O” advogado, enchendo o saco dos amigos com as “causas” lá do escritório.
  • Despreza os outros estagiários; para mostrar seu enorme status, manda os pobrezinhos para os piores buracos possíveis: fóruns do interior, Justiça Federal, elevadores da Fazenda Pública Estadual, até busca e apreensão o filho da mãe manda.
  • Tem certeza de que pode fazer muito melhor o trabalho dos Advogados Associados.
  • Sua grande felicidade é dizer aos Novatos, com ares de experiência, que “é assim mesmo” ou “no meu tempo era pior”.

O Estagiário Novato:

  • A vida dele é tão miserável que nem precisava fazer turismo em Tremembé.
  • Só pega serviços externos o dia inteiro e se ferra na faculdade.
  • Seu conhecimento de pontos de ônibus é notável e é capaz de recitar na ordem todas as estações da linha “Corinthians-Itaquera”.
  • Seu maior prazer é contar para os amigos que está “aprendendo muito” e que seu chefe já o elogiou na frente de um Associado.

Esta relação circula há vários anos na internet, sem autoria atribuída. O acréscimo referente ao “advogado maiorotário” é de autoria do advogado André Mansur, nos comentários de um post do blog Legal.adv.br.

Os sócios, o drinque e o leão

09/02/2008 às 15h10min Paulo Gustavopiadas

Sexta-feira, final da tarde.

Dois advogados estavam saindo do escritório, quando um se virou para o outro e disse:

– E então? Vamos tomar alguma coisa?

O outro prontamente respondeu:

– Vamos. De quem?

(Colaboração de Marcondes Witt)


Dois advogados, sócios de um escritório, estavam tomando um drinque após o trabalho.De repente, um deles se lembrou de algo e bateu com a mão espalmada na testa:

– Que droga! Quando saímos do escritório, deixei a porta do cofre destrancada.

O outro, com um ar tranqüilo, respondeu:

– Por que você está preocupado? Nós dois estamos aqui!


Dois advogados estavam caçando na selva quando um leão os surpreendeu, surgindo a poucos metros do local onde estavam.Um deles imediatamente começou a tirar os sapatos. O outro, desesperado e ainda sem reação, iniciou um rápido diálogo:

– Por que você está tirando os sapatos?

– Descalço, eu posso correr mais rápido!

– Que bobagem! Não importa o quanto você pode correr, você nunca vai conseguir correr mais que o leão!

– Eu não preciso correr mais que o leão. Só tenho que correr mais que você.